Vejo o Seu sangue em cada rosa.
E nas estrelas, o brilho dos Seus olhos.
O Seu corpo cintila entre as neves eternas.
As Suas lágrimas caem dos Céus.
Vejo o Seu rosto em cada flor;
O trovão e o cantar das aves
São apenas a Sua voz – gravadas pelo seu poder.
As rochas, Suas palavras escritas.
Todos os caminhos são trilhados pelos Seus pés.
O Seu coração forte agita o vai e vem das ondas.
A Sua coroa está tecida com todos os espinhos.
Cada árvore é a Sua cruz.

 

– Joseph Mary Plunkett. Este poema se encontra na página final do Manual da Legião de Maria.

Anúncios